‘Sky River’ criado para criar chuva sobre o Tibete

O maior experimento de chuva artificial já realizado terá como objetivo induzir chuvas extras sobre o planalto tibetano.

Baseado no trabalho de cientistas da Universidade Tsinghua, na China, o projeto, conhecido como “Tianhe” ou “Sky River”, envolverá a instalação de dezenas de milhares de câmaras de combustão em todo o Tibete.

O plano é produzir um volume extra de 10 bilhões de metros cúbicos por ano em uma área de 1,6 milhão de quilômetros quadrados – maior do que o Alasca e cerca de três vezes o tamanho da Espanha.

“[Modificar o clima no Tibete] é uma inovação crítica para resolver o problema de escassez de água na China”, disse Lei Fanpei, presidente da estatal China Aerospace Science and Technology Corporation.

“Será uma importante contribuição não apenas para o desenvolvimento e prosperidade mundial da China, mas também para o bem-estar de toda a raça humana”.

A técnica, que é conhecida como semeadura de nuvens, funciona usando as câmaras de queima de combustível para produzir partículas de iodeto de prata que serão levadas para a atmosfera pelo vento.

Uma vez que estejam suficientemente altos, ajudarão a semear nuvens de umidade capazes de produzir chuva.

“Até agora, mais de 500 queimadores foram instalados em encostas alpinas no Tibete, Xinjiang e outras áreas para uso experimental”, disse um dos pesquisadores que trabalha no projeto.

“Os dados que coletamos mostram resultados muito promissores”.

Deixe seu comentário!