Rochas lunares vendidas em leilão por US$ 855.000

As rochas, que foram coletadas pela missão soviética Luna 16 em 1970, dobraram de valor desde 1993.

As únicas amostras conhecidas de propriedade privada da Lua, as rochas foram dadas a Nina Ivanovna Koroleva após a morte de seu marido – Sergei Pavlovich Korolev – em homenagem ao seu trabalho como diretor do programa espacial soviético.


Seus esforços foram fundamentais para tornar possível a missão de recuperação, no entanto, ele morreu alguns anos antes do lançamento do Luna 16.

Mais tarde, as rochas foram vendidas a um colecionador da missão espacial soviética por US $ 442.500, antes de serem vendidas novamente na Sotheby’s, dois dias atrás, em Nova York, pelo total de US$ 855.000.

“A exploração espacial é algo universal”, disse Cassandra Hatton, especialista da Sotheby’s.

“Qualquer um pode olhar para o céu e ficar animado com isso.”

Deixe seu comentário!