Quarentena em São Paulo: saiba o que muda para você

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), determinou quarentena para todos os serviços não essenciais no estado de São Paulo.

A medida será tomada a partir da próxima terça-feira (24) por conta do surto de coronavírus. A decisão tomada pelo governo terá validade de 15 dias e poderá ser prorrogada.

“É obrigação o fechamento de todo o comércio e serviços não essenciais à população em todo o território de São Paulo até 7 de abril. A medida pode ser ampliada”, disse o governador, em pronunciamento na manhã de hoje.

Segundo o governador, a decisão não afeta o funcionamento das indústrias.

Padarias terão que fazer delivery

Com a promulgação da quarentena, bares e restaurantes permanecerão fechados neste período.

Esses estabelecimentos podem mudar a sua forma de operação para o funcionamento em modo de ‘delivery’, incluindo as padarias.

Saúde humana e veterinária não afetados

Serviços de saúde humana e veterinária são considerados fundamentais— não serão afetados.

Abastecimento

Transportadoras, armazéns, postos de combustíveis, oficinas, transporte público, ônibus, trens, metrôs, app de transportes, bancas e pet shops continuarão funcionando sem interrupções.

Segurança

Segurança pública e privada, guardas municipais, PM, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, sistema prisional e polícia científica, etc, continuarão a funcionar.

Limpeza

Empresa de limpeza e manutenção irão continuar a funcionar.

Bancos

Bancos e lotéricas seguem funcionando

Outros serviços

Não há restrição para construção civil e telemarketing, que poderão seguir funcionando.

Deixe seu comentário!