Quando a palavra que recebe acento?

Dúvida: A regra ortográfica número 1, que é lei no país, diz que todos os monossílabos tônicos devem ser acentuados.

Não é possível encontrar um quê átono junto ao por, e por isso, acho que todas aquelas regras dos porquês, juntos ou separados, estão equivocadas quanto à acentuação, já que o quê teria sempre acento, em qualquer posição da frase.

Quando ele é átono, pronuncia-se, ao que me parece, “qui”, como aconteceu agora. Com o perdão da viciada linguagem popular, o quê que há de errado?

Resposta: Essa regra não existe. Em relação aos monossílabos tônicos, eles devem ser acentuados quando terminarem em A, E, O, seguidos ou não de s.

Monossílabo tônico é aquele que pode ser usado sozinho em uma frase; o que só poderá ser usado sozinho quando for interjeição ou substantivo, portanto só será acentuado nesses dois casos e quando estiver em final de frase.

Por exemplo: Quê?! você ficou doido? ou Ela tem um quê de mistério ou Ela não me telefonou e não disse por quê. Em todos os outros casos, a palavra que não poderá ser acentuada.

Deixe seu comentário!