Preocupações levantadas na Nova Zelândia sobre a caça de “gigantes”

Um grupo de indivíduos anônimos cavou túneis em busca de evidências de “gigantes” na Nova Zelândia.

O misterioso grupo, cujos membros ainda não foram identificados, vem escavando uma rede de cavernas semelhantes a tubos por quase quatro anos. Muitas vezes, trabalhando sob o manto da escuridão, seu objetivo é descobrir evidências de gigantes pré-polinésios ou “altos” que eles acreditam ter vivido na região.


Preocupações foram levantadas, não apenas devido ao potencial de evidência arqueológica genuína ser danificada, mas também porque o proprietário da terra não lhes deu permissão para estar lá.

Em um vídeo recente publicado pelo grupo, um membro anônimo apresentou um grande osso da perna.

“Isso aqui, meus amigos, é um osso humano de um habitante pré-polinésio”, disse ele. “Você pode ver pela forma triangular. É provavelmente uma tíbia, o que tornaria isso …

“Independentemente do seu comprimento, este é um osso mais antigo do que qualquer ser humano na Nova Zelândia.”

Arqueólogos mais tarde descartaram o osso como o de um moa (um grande pássaro extinto).

“Fornecer provas de 8 ‘seres humanos para o mundo será maior do que encontrar Tutancâmon”, disse à Rádio Nova Zelândia o líder do grupo, conhecido apenas como’ IJ ‘.

“[Será] a história mundial mais comentada do milênio”.

No entanto, como estão as coisas, nenhuma evidência conclusiva e verificável desses “altos” se materializou.

Deixe seu comentário!