Por que no frio sentimos mais fome?

Uma vez que começa a ficar frio, as pessoas pensam em apenas de duas coisas: comer e dormir.

Enquanto o cobertor macio e quentinho é objetivamente mais atraente do que ficar no frio (a menos que você goste de dentes rangendo), mas por que ficamos com tanta fome quando as estações mudam?

Um estudo descobriu que a medida que o verão acaba, o consumo de gordura animal como carne e lácteos aumenta, principalmente quando o clima fica mais frio.

A culpa é o nosso instinto primitivo

Aparentemente, o mais apto sobrevivia aumentando a ingestão de calorias quando os dias ficaram mais curtos e mais frios.

“Nós somos conduzidos por coisas implantadas em nosso cérebro há muito, muito tempo atrás”, diz o cardiologista Ira Ockene.

Quando os dias começam a escurecer mais cedo, somos biologicamente obrigados a procurar mais comida de uma só vez e comermos mais rápido do que o habitual – um comportamento parecido com os esquilos.

Apesar do aumento da ingestão de alimentos, muitas pessoas ainda relatam ficar com fome, sugerindo que o efeito sazonal pode desregular a saciedade.

Somos mais ativos do que percebemos

Para lidar com o frio, o nosso corpo usa energia extra ao tentar nos aquecer. Se você estiver gastando mais energia do que seu corpo está acostumado, você provavelmente anseia por mais reposição de energia (via comida).

Mesmo que o termostato não esteja mergulhando abaixo do congelamento e seu corpo não tenha uma reação física visível, o clima frio exige mais energia do que o habitual para se ajustar.