Kraken, a lenda do monstro marinho

Uma das mitologias antigas mais conhecidas é a nórdica. Thor e seu martelo, por exemplo, o deus dos raios era destemido e forte. Na mitologia nórdica, além dos deuses, existem alguns serem míticos, como o Kraken.

O Kraken era um polvo gigante que ameaçava navios na cultura nórdica. Para enfrentar o mar, os vikings oravam para que Thor os protegesse dos perigos do mar, inclusive do Kraken. Assim, o Kraken era um polvo ou uma lula gigantesca com vários braços (tentáculos) que ameaçava navios piratas ou que poluíam o mar no Atlântico Norte e no mar da Noruega.

Como vários deuses e seres mitológicos são similares em algumas mitologias, assim como Thor pode ser visto como “Zeus Nórdico”, os deuses do raio, os gregos também tinham seu Kraken que habitava uma caverna submersa e que destruía navios.

Os perigos do mar para os antigos navegantes eram cercados de mistério e temor. Grandes animais marinhos assustavam e eram vistos como monstros, como as lulas gigantes. Alguns pesquisadores associam a lenda do Kraken, por exemplo, aos ataques de lulas gigantes ou lulas-colossais a “pequenos” navios: seres diferentes daqueles vistos na terra, com vários tentáculos e gigantescos são uma ótima fonte de inspiração para um mito.

O tamanho médio de uma lula gigante é de 10 metros para os machos e cerca de 13 metros para as fêmeas, elas possuem ventosas em seus tentáculos que deixam marcas quando cravadas. Marcas de ventosas de lulas gigantes foram encontradas em cabeças de baleias cachalotes. Elas atacam horizontalmente prendendo seus tentáculos em suas presas.

Mais impressionante, ainda, são as lulas-colossais: mais espécie de Lula conhecida, seu tamanho pode ultrapassar 14 metros. Pouco se sabe sobre essa espécie, seu tamanho, por exemplo, é estipulado pelos poucos adultos capturados e pelo tamanho de bicos encontrados; logo, podem existem espécimes muito maiores. A lula-colossal tem dois bicos enormes e garras giratórias em forma de ganchos fixadas em seus tentáculos, juntamente com suas ventosas, são usadas para atacar as presas.

Fica claro, então, que se algum marinheiro ou navegante se deparasse com uma lula gigante ou uma lula colossal, mesmo nos dias atuais, sua descrição seria tão monstruosa e aterrorizante; se algum desses animais confundisse algum barco com alguma presa e o atacasse ou, ainda, se o atacasse como forma de defesa, o ataque seria algo diferente, agressivo, com muitos “braços” e ventosas. Assim, o Kraken é uma das criaturas mitológicas que mais temos uma visão realista de como poderia ter sido inspirada sua lenda e nos faz questionar se outros mitos poderiam ter origens parecidas.

Deixe seu comentário!