Guerreiro celta descoberto na maior descoberta da Idade do Ferro

Arqueólogos da Inglaterra estão achando a descoberta um dos achados mais significativos do milênio.

Datado há 2.200 anos, o túmulo foi descoberto no meio de um conjunto habitacional próximo à cidade de Pocklington.


O principal entre os artefatos desenterrados no local era um escudo intricadamente detalhado, medindo aproximadamente 75 cm de diâmetro e apresentando uma esfera distinta no centro.

Uma carruagem, bem como os restos de dois pôneis enterrados em uma pose de salto, também foram encontrados no túmulo ao lado dos restos de um homem de 40 anos que aparentemente era um indivíduo de posição significativa.

“Não sabemos como o homem morreu”, disse Ware. “Existem alguns traumas de força contundente, mas eles não o teriam matado. Eu não acho que ele morreu em batalha; é muito provável que ele tenha morrido na velhice.”

“Qual era o papel dele, eu não posso te contar.”

A descoberta foi descrita como uma das descobertas mais importantes desse tipo na história britânica.

“A magnitude e preservação do enterro da carruagem de Pocklington não tem paralelo britânico, fornecendo uma visão maior da época da Idade do Ferro”, disse Ware.

Deixe seu comentário!