Gripe aviária H5N6 surge nas Filipinas

O governo filipino informou na segunda-feira que detectou casos da cepa mortal H5N6 do vírus da gripe aviária em uma fazenda em Nueva Ecija, uma província a 123 km ao norte da capital Manila.

Em uma entrevista coletiva, o secretário da Agricultura, William Dar, disse que o vírus altamente patogênico – que é transmissível aos seres humanos, mas com taxa de mortalidade é baixa – foi encontrado em Barangay Ulanin-Pitak.


Dar disse que as autoridades locais relataram um aumento de mortes de 1.500 em 15.000 codornas em uma fazenda no mês passado. As amostras submetidas a testes de laboratório foram positivas, acrescentou.

Um total de 25.000 codornas foram eliminadas.

Para conter a infecção, o chefe da agricultura disse que as autoridades restringiram os movimentos de aves vivas na área afetada.

A limpeza e desinfecção também estão em andamento, bem como o rastreamento de contatos para determinar a origem do vírus.

Questionado se sua agência solicitará um orçamento adicional para combater a gripe aviária, Dar respondeu: “Usaremos nosso fundo de resposta rápida”.

A cepa H5N6 é a mesma cepa que atingiu a província de Pampanga em 2017. Houve casos humanos do vírus na China.

O anúncio do Departamento de Agricultura ocorreu quando as Filipinas batalham contra a disseminação de um novo coronavírus que infectou mais de 100 no país e milhares mais no mundo.

Deixe seu comentário!