Galáxia da Via Láctea está cheia de buracos negros

Um novo estudo revelou que na verdade existem dezenas de milhões de buracos negros em nossa própria galáxia.

Poucos fenômenos cósmicos permanecem tão assustadores e misteriosos quanto os buracos negros – regiões do espaço em que a atração gravitacional é tão grande que , nem mesmo a própria luz, podem escapar.

Exatamente quantos deles estão lá há muito tempo permaneceu um tema de debate entre cientistas, mas agora, ao reunir um verdadeiro inventario cósmico de buracos negros estelares, astrônomos da Universidade da Califórnia, Irvine determinou que o universo parece ser estar cheio eles.

Mesmo a nossa própria galáxia, Via Láctea, é pensada para ser o lar de até 100 milhões de buracos negros.

O censo celestial da equipe começou há mais de 18 meses, logo após o Observatório de Onda Gravitacional do Interferômetro Laser (LIGO) ter detectado ondas gravitacionais pela primeira vez.

“Fundamentalmente, a detecção de ondas gravitacionais foi um grande negócio, pois foi uma confirmação de uma previsão fundamental da teoria geral da relatividade de Einstein”, disse o co-autor James Bullock.

“Mas então, olhamos mais de perto para a astrofísica do resultado real, uma fusão de dois buracos negros de 30-massa solar. Isso foi simplesmente espantoso e nos perguntou: “Quão comuns são os buracos negros desse tamanho e com que frequência eles fundem?”.

Deixe uma resposta