Filofobia: medo de se apaixonar – sintomas e tratamento

As pessoas neste mundo anseiam que alguém as cubra com todo o carinho e amor que poderiam imaginar. O amor é como um belo presente que todos desejam.

Tanto quanto se apaixonar é algo atraente, ele pode ser intimidante para muitos outros. Esse tipo de medo e ansiedade irracional é conhecido como Filofobia.

A filofobia foi derivada da palavra grega “filos”, que significa amar ou ser amado. Uma pessoa filofóbica é extremamente consciente para formar qualquer tipo de ligação amorosa com alguém e evita qualquer ligação.

Uma pessoa filofóbica tenta todas as formas possíveis de evitar qualquer ligação emocional, mesmo que tenha sentimentos dentro dela. Isso pode ser um problema sério quando a fobia os leva a levar uma vida isolada.

O que causa a filofobia?

Algumas causas notáveis ​​que podem desenvolver a filofobia em uma pessoa são:

Experiência Traumática Anterior

A filofobia está intimamente relacionada com uma experiência traumática anterior envolvendo amor e relacionamentos. Se uma pessoa teve algum fracasso de relacionamento passado, como o divórcio, pode causar fortemente filofobia em uma pessoa.

A filofobia também pode ser resultado de uma educação em que a pessoa viu altos e baixos no relacionamento dos pais quando criança.

Além disso, testemunhar outra pessoa passando por tumultos nos relacionamentos pode fazer com que a pessoa desenvolva extrema ansiedade para formar um laço amoroso.

Normas culturais

Em muitas culturas e religiões, ter relacionamentos amorosos é visto como pecado. As crenças podem ser sérias na medida em que as pessoas são punidas brutalmente se tais normas forem quebradas por elas.

Isso pode criar medo extremo e nervosismo em uma pessoa para se apaixonar.

Depressão

Uma pessoa pode se sentir menos confiante e tensa para ter uma conexão amável e confiável com qualquer um se tiver passado por depressão. A depressão enfraquece a mente e afeta negativamente a auto-estima.

Se uma pessoa está deprimida, ela é mais vulnerável a se isolar das pessoas e evitar qualquer ligação amorosa.

Sintomas de Philophobia

Sintomas comuns que ocorrem na filofobia são:

  • Ansiedade extrema e nervosismo de se apaixonar ou entrar em relacionamento
  • Suprimindo sentimentos internos, tanto quanto possível
  • Evitar completamente os lugares onde os casais são encontrados, como parques e cinemas
  • Evitando o casamento e outras cerimônias de casamento
  • Isolamento do mundo externo devido ao medo de se apaixonar
  • Sinais físicos como tremores, batimentos cardíacos acelerados, dificuldade em respirar, suor, dormência, náusea e até desmaio quando confrontados com qualquer coisa associada a amor e romance.

Quando visitar um médico?

A filofobia pode ser uma das fobias mais estranhas, mas é séria da mesma maneira. Uma pessoa filofóbica pode levar uma vida isolada e ter profundo sofrimento dentro de si mesmo.

Se os sintomas acima estiverem presentes por um tempo notável, excedendo o período de seis meses e interrompendo a vida normal, então é preciso seguir o conselho de um médico.

Como a Filofobia é tratada?

Psicoterapias e medicamentos (apenas em casos graves) são úteis para tratar a filofobia em pessoas. Esses são:

Terapia Comportamental Cognitiva (TCC)

A TCC é provavelmente o método de tratamento mais ideal para quem tem filofobia. Geralmente, os pensamentos e imagens subjacentes do que pode acontecer se alguém se apaixona podem ser a causa principal da ansiedade.

CBT ajuda a reconhecer esses pensamentos e como eles estão criando a fobia. O terapeuta conduz regularmente conversas e sessões de compartilhamento e muda a perspectiva da pessoa em relação ao amor.

O terapeuta orienta a construção de um comportamento positivo e aumenta a tolerância à ansiedade.

Terapia exposta

Isso também pode ser uma terapia de tratamento eficaz para a filofobia. O terapeuta define uma cena parecida na frente da pessoa replicando datas românticas ou interação com alguém, ou filmes românticos, e estuda como a pessoa reage a ela.

Eventualmente, a pessoa será capaz de reduzir a ansiedade e a natureza medrosa em direção à perspectiva de amor através de sessões de exposição regulares.

Medicamentos

Em casos graves, os medicamentos também podem ser úteis para controlar o sofrimento de uma pessoa. Medicamentos comumente utilizados são medicamentos antidepressivos para controlar os sentimentos tristes e sem esperança em uma pessoa.

Deixe seu comentário!