Encontrada metade da matéria que estava faltando no universo

Um mistério de longa data sobre o paradeiro da matéria perdida do universo foi resolvido.

Com base nas medidas da radiação de fundo deixada pelo Big Bang, os cientistas acreditam que cerca de 5% da massa do universo é constituída por matéria comum – o tipo que nós consistimos, bem como todos os asteroides, planetas, estrelas e galáxias que vemos através dos nossos telescópios.

Adicionando a massa de todos os objetos no universo observável, no entanto, produz uma figura que é tão pouco quanto um décimo da quantidade esperada – então, para onde o resto foi?

Conhecido como o “problema de Baryon”, uma resposta a esta questão escapou dos cientistas há anos.

No entanto, duas equipes separadas de pesquisadores finalmente encontraram uma solução parcial para esse enigma e tem tudo a ver com a existência teórica de fios gasosos conhecidos como “meio intergaláctico quente” ou “Whim”, que liga agrupamentos de galáxias juntas.

Detectar esses filamentos teóricos há muito provou um desafio, mas agora, pela primeira vez, evidências indiretas de sua existência finalmente foram encontradas.

A descoberta sugere que pelo menos 30% de toda a matéria ordinária no universo poderia estar contida nesses fios intergalácticos, deixando apenas cerca de metade faltante ainda não identificada.

“Esses dois trabalhos foram discutidos de forma proeminente e as pessoas estão excitadas”, disse Richard Ellis, professor de astrofísica do University College de Londres. “O Whim está lá fora”.

Deixe seu comentário!