Empresa americana desenvolve drone com arma e granadas

Duke Robotics inventou um drone armado capaz de apontar e disparar no meio do ar.

O drone da TIKAD, que ganhou um prêmio pela inovação de segurança do Departamento de Defesa dos EUA, foi saudado como uma importante nova ferramenta na guerra contra o terrorismo.

Capaz de ser equipado com uma pistola ou um lançador de granadas, o drone pode ser controlado remotamente a partir de uma distância segura para que ele possa entrar em cenários de combate perigosos sem riscos para seus operadores.

Mas o quão seguro é um drone assim e o que aconteceria se caísse nas mãos erradas?

“Os grandes drones militares costumam costumam atacar de longas distâncias para atingir os alvos, mas esses drones menores poderiam facilmente voar pela rua para aplicar a força”, disse o professor Noel Sharkey, especialista em robótica da Universidade de Sheffield.

“Esta é a minha maior preocupação, uma vez que tem havido muitos casos legais de violações dos direitos humanos usando os grandes drones de asas fixas, esse poderia resultar em muitos mais danos”.

Há também temores de que o ISIS possa copiar essa tecnologia e criar seus próprios drones assassinos.

“Nós já sabemos que o Estado islâmico está usando drones carregados de explosivos para matar pessoas”, disse Prof Sharkey. “Como impedi-los de colocar as mãos nisso?”

Deixe seu comentário!