Egito sugere descoberta de ‘leão mumificado’

Arqueólogos do Egito descobriram a múmia de um animal muito grande, provavelmente um leão ou leoa.

O Ministério de Antiguidades informou na segunda-feira que a múmia, que é muito maior do que a maioria, foi desenterrada em Saqqara – um vasto cemitério antigo ao sul do Cairo que já foi a necrópole da antiga capital egípcia de Memphis.


É o lar de inúmeras estruturas, incluindo a mundialmente famosa Pirâmide dos Djoser.

Segundo o ministério, ainda não está completamente claro que a múmia é a de um leão, mas tudo deve ser revelado quando as varreduras de radar forem realizadas nos próximos dias.

Uma conferência de imprensa é esperada na próxima semana com todos os detalhes da descoberta.

Enquanto as múmias de gatos eram muito comuns no Egito antigo, as múmias de leão eram muito mais raras. 

As pessoas da época adoravam gatos domésticos como a encarnação viva da Deusa Bastet, meio felina e meio feminina, então é provável que os leões e outras espécies grandes de gatos tenham sido especialmente reverenciados.

O primeiro exemplo de múmia de leão – que foi preservado como esqueleto – foi encontrado em 2004.

Acabou sendo um dos maiores leões conhecidos pela ciência.

Deixe seu comentário!