Como o backscatter nos ajuda a entender o fundo do mar?

A intensidade do som refletida no fundo do mar indica o tipo de fundo.

Backscatter é o reflexo de um sinal (como ondas sonoras ou luz) de volta na direção de onde se originou.

Backscatter é comumente usado em ultra-sonografias médicas para entender as características do corpo humano, mas no mundo da hidrografia e da ciência marinha, o backscatter das ondas sonoras nos ajuda a entender as características do fundo do mar.

Navios equipados com ecobatímetros multifeixe usam feixes de som para mapear o fundo do oceano. Esses sistemas de sonar coletam dois tipos de dados 3D: profundidade do fundo do mar e retroespalhamento.

A profundidade do fundo do mar, ou batimetria, é calculada medindo o tempo que leva para o som sair do sonar, atingir o fundo do mar e retornar ao sonar.

O backscatter é calculado medindo a quantidade de som que é refletida pelo fundo do mar e recebida pelo sonar.

Diferentes tipos de fundo “dispersam” a energia sonora de maneira diferente, dizendo aos cientistas sobre sua relativa dureza e aspereza.

Tipos de fundo mais duros (como rock) refletem mais som do que tipos de fundo mais suaves (como lama), e tipos de fundo mais suaves (como pavimento) refletem mais som do que tipos de fundo mais bumpier (como recife de coral).

A combinação de dados de batimetria e backscatter coletados por ecobatímetros multifeixe permite que os cientistas criem mapas 3D muito detalhados do fundo do mar e dos habitats ali presentes.

As informações são usadas para vários fins, incluindo proteção do ecossistema marinho, preparação para perigos costeiros e segurança da navegação.

Deixe seu comentário!