Como foram criados os uniformes de trabalho?

Desde os tempos antigos, roupas específicas foram usadas para designar classes da sociedade ou diferenciar trabalhadores de padres e proprietários de terras.

A evolução dessas tendências , ao longo dos séculos, se reflete nos uniformes, tanto que os uniformes de trabalho se tornaram uma referência em nossa sociedade.


Eles nos permitem entender quem está oficialmente trabalhando para uma empresa específica. No entanto, uniformes de trabalho não são novidade.

Na verdade, eles têm uma longa história com a qual muitas pessoas não estão familiarizadas.

Europa do século 17

Os primeiros registros importantes de roupas de trabalho foram documentados no século XVII. Uniformes foram entregues a funcionários que trabalhavam em vários tribunais europeus. Seu uniforme era composto de uma cor e forma específicas e tinha decorações específicas que exibiam o brasão ou as iniciais de seu mestre.

As primeiras versões de roupas de trabalho ajudavam as pessoas a identificar quais servos pertenciam a quais tribunais.

Indução Militar

Após a surpreendente aceitação dos uniformes nos tribunais, os militares decidiram utilizá-los. Muito popular em muitos países da Europa, os comandantes militares exigem que os soldados usem uniformes de trabalho durante o trabalho.

Na época, eram comumente chamados de librés . A variedade de uniformes serviu e função importante de distinguir entre as diferentes patentes de soldados.

Profissões do século 18

Embora muitos dos grupos profissionais lá fora tivessem itens exclusivos, como um distintivo que os identificava para a maioria das pessoas, isso não era suficiente. No início do século 18, esses grupos profissionais decidiram utilizar uniformes de trabalho para ajudar a diferenciar-se dos demais ao seu redor.

Alguns grupos profissionais populares que instituíram o uso de uniformes de trabalho incluem carteiros, mineiros e criados de libré. Assim como os militares haviam feito um século antes, as fileiras de cada profissão receberam uniformes diferentes.

Dessa forma, as pessoas podiam distinguir entre chefes de nível superior e trabalhadores de nível inferior. Muitos desses uniformes de trabalho eram vestidos apenas durante os grandes festivais e não eram utilizados no dia a dia.

Funcionários do Estado do Século 19

Quando o século 19 reinou, muitos líderes pressionavam por uniformes de uso diário . Seus funcionários estaduais receberam uniformes especialmente projetados para usar durante a execução de suas tarefas diárias.

O conceito por trás disso era não apenas distinguir os trabalhadores em áreas específicas, mas também por várias outras razões. Em primeiro lugar, todos os funcionários teriam roupas respeitáveis ​​para vestir, independentemente das finanças.

Em segundo lugar, eles não teriam que gastar dinheiro com roupas extravagantes para participar de festivais estaduais.

Os uniformes de trabalho já percorreram um longo caminho ao longo dos séculos. Desde o início como uma vitrine da riqueza de um mestre europeu até se tornar uma forma de distinguir diferentes profissões, eles se tornaram uma necessidade essencial na força de trabalho.

Embora as razões para usar esses uniformes tenham mudado ao longo dos anos, é muito provável que eles ainda existam por muitos séculos.

Deixe seu comentário!