Cientistas resolvem mistério da Calçada dos Gigantes

Os vulcanólogos conseguiram recriar as distintas colunas hexagonais da área em um laboratório.

Situada ao longo da costa do Condado de Antrim, na Irlanda do Norte, a Calçada dos Gigantes é composta por 40.000 colunas de basalto hexagonais interligadas que foram criadas durante uma antiga erupção vulcânica.

O limiar preciso no qual o magma derretido esfria para criar uma característica tão única tem sido um tema de debate entre os cientistas, mas agora os vulcanologistas liderados pelo professor Yan Lavallee, da Universidade de Liverpool, acreditam que finalmente encontraram a resposta.

Sua pesquisa envolveu recriar o processo em um laboratório usando núcleos de basalto perfurados do vulcão Eyjafjallajokull na Islândia.

Os cilindros de 20cm de comprimento foram aquecidos até que estivessem quentes o suficiente para amolecer a lava. Eles foram então fixados em cada extremidade por um aperto mecânico e resfriado até que eles se separaram.

As descobertas da equipe sugerem que a Calçada dos Gigantes deve ter se formado por volta de 840-890C.

“Queremos saber se a temperatura da lava que causa as fraturas é quente, quente ou fria”, disse Lavallee.

“Passei mais de uma década pensando em como abordar essa questão e construir a experiência certa para encontrar a resposta para essa pergunta.”

“Agora, com este estudo, descobrimos que a resposta é quente, mas depois que solidifica.”

Deixe seu comentário!