Cápsula do tempo encontrada nas paredes de museu judaico

A cápsula, que data de 1873, foi descoberta por operários que realizavam obras de reforma.

Encontrado com o lacre de cera ainda intacto, o frasco de vidro foi encontrado nas paredes do Museu Judaico de Manchester, que também é a sinagoga mais antiga da cidade.


A cápsula, que foi colocada na pedra angular do edifício durante a sua construção, contém vários documentos da sinagoga, jornais e moedas antigas.

“Estávamos tomando cuidado extra para remover a placa, mas nunca imaginamos que encontraríamos algo tão antigo quanto o prédio ainda intacto”, disse o gerente do local Adam Brown.

“Isso criou muito entusiasmo em todo o local. Era óbvio que muito tempo e esforço foram gastos para colocar a cápsula todos aqueles anos atrás. Encontrá-la em perfeitas condições foi realmente recompensador.”

Espera-se que a descoberta ajude a encorajar as pessoas a visitar o museu assim que ele for reaberto.

“Esta descoberta oportuna chega em um período adequado e simbólico, quando milhões de judeus ao redor do mundo se preparam para o dia mais sagrado do calendário judaico, o Dia da Expiação, uma época reflexiva e pensativa do ano em que muitos observadores olham para trás como um meio de avançar “, disse o presidente-executivo do museu, Max Dunbar.

“Estamos entusiasmados e maravilhados com sua descoberta e esperamos exibi-lo no novo museu na próxima primavera.”

Deixe seu comentário!