As plantas também precisam dormir

Um novo estudo sugeriu que o sono realmente pode ser fundamental para toda a vida, não apenas para os animais.

Cientistas dos EUA descobriram a primeira evidência de que o sono ocorre em um organismo que nem sequer tem cérebro – uma forte indicação de que as plantas também tiram uma soneca de vez em quando.

A criatura em questão, um tipo de água-viva primitiva que gasta toda a sua existência flutuando de cabeça para baixo no fundo do mar, têm períodos de inatividade o número de pulsos diminuiu de 59 para 38 vezes por minuto.

“Pode não parecer surpreendente que as águas-vivas durmam – afinal, os mamíferos dormem e outros invertebrados, como os vermes e as moscas de fruta, dormem”, disse o co-líder do estudo, Ravi Nath.

“Mas as águas-vivas são os animais mais evolutivamente antigos que precisam dormir”.

Os resultados sugerem que ainda há muito a aprender sobre o papel do sono na natureza.

“Quando os humanos dormem, estamos inativos, muitas vezes podemos dormir através de ruídos ou outros distúrbios que de outra forma reagiríamos se estivéssemos acordados” disse a pesquisadora Claire Bedbrook.

“Nós podemos parecer extremamente diferentes das águas-vivas, mas nós exibimos um estado de sono similar”.

Deixe seu comentário!