Arquivo X: Quem são Mulder e Scully?

O agente especial Fox “spooky”(O Estranho como é o apelido que recebeu de seus “amigos” na academia) Mulder estava em ascenção no FBI quando desviou-se para o paranormal.

Convencido através de regressão hipnótica de que sua irmã foi abduzida por algum poder desconhecido quando ainda eram crianças, ele agora está obcecado em descobrir as verdades escondidas nos Arquivos-X, uma fonte para o extraordinário, o inexplicável, o sobrenatural.

Recrutado para o Bureau depois de estudar psicologia em Oxford, Mulder mostrou uma inclinação na direção do inusitado no início de sua carreira. Sua primeira monografia sobre assassinos seriais e ocultismo conduziram à captura de um notório assassino.

Mas longe de alcançar o que poderia ter sido uma carreira brilhante dentro do Bureau, Mulder escolheu para seu escritório o ” porão ” onde o FBI esconde os Arquivos-X. Somente sua rede de contatos no Congresso e outras fontes de poder tem permitido a ele continuar suas investigações mesmo com indiferença oficial e oposição.

Tendo inimigos dentro do próprio Bureau e fora dele, a única pessoa em quem ele pode confiar absolutamente é sua parceira, Dana Scully.

Dana Scully foi designada para trabalhar com Mulder no Bureau a fim de auxiliá-lo em seus trabalhos e ao mesmo tempo vigiá-lo para o bureau, que busca motivos para desvinculá-lo dos Arquivos-X. Fox Mulder parece ser o único agente do bureau local que se interessa pelos Arquivos-X.

Suas atitudes às vezes pouco racionais e sua “paranoia”, bem como sua constante desconfiança em relação àqueles que o cercam, impede que seus parceiros se deem bem com ele.

Mulder tem seu temperamento marcado por um acontecimento um tanto estranho, ocorrido em sua infância: aos oito anos, presenciou sua irmã Samantha ser abduzida (sequestrada por alienígenas), e desde então nunca mais teve-se notícias dela.

Sua atenção particular pelos Arquivos-X foi uma forma dele estar constantemente pesquisando e buscando uma explicação sobre seu paradeiro e as razões para o sequestro.

arquivo-x.jpg

Dana Scully

Dana Scully é dedicada à objetividade e senso comum, mas aberta a possibilidades extremas. Ela é não apenas uma médica especializada em medicina legal, mas uma defensora da razão, que acredita que há uma explicação científica por trás de cada Arquivo-X.

Contra a vontade de seus pais, Scully saiu da escola de medicina para Quantico, onde estudou por dois anos na academia de treinamento do FBI. De lá ela foi designada para trabalhar com Fox Mulder e os Arquivos-X, de modo a fornecer relatos sobre as investigações e desacreditar os Arquivos-X.

Durante os anos em que tem trabalhado juntos, sua confiança nos instintos de Mulder e seu respeito por sua integridade tem derrubado seu ceticismo. Ela acredita num universo ordenado e científico, crença constantemente ameaçada pelos casos que investiga com Mulder.

Longe de ser uma espiã dos burocratas que atrasam seus trabalhos, Scully é uma parceira completa nos Arquivos-X, procurando as difíceis evidências que provarão que “a verdade está lá fora”.

Scully também tem perguntas a serem respondidas tais como o por que de seu desaparecimento, o que implantaram em seu pescoço, o por que de seu câncer.

A agente especial Dana Scully, antes de escolher entrar para o FBI, lecionou por dois anos no bureau, para depois ser designada como parceira de Mulder. Têm como principal característica o ceticismo vindo de seus anos como médica.

Todas as teorias de Mulder são desacreditadas por Scully. Não poucas vezes vemos os agentes discutirem suas teorias, com Mulder quase sempre ficando com a razão ao final dos casos.

Com o tempo, Scully passa a ver os Arquivos-X de outra forma, passa a confiar mais em Mulder (e ele em Scully) e forma-se um clima misto de amizade, respeito e atração mútua (esta, em boa parte reprimida pelo próprio convívio entre os dois).