Vitiligo – Sintomas e Tratamentos

Vitiligo – o que é?

O vitiligo é conhecido pela despigmentação da pele, ou seja, pela diminuição ou falta de melanina que é um pigmento que dá cor à pele. Resultado disso são manchas brancas que se espalham pelo corpo. Algumas pessoas apresentam apenas manchas isoladas em outras a doença se prolifera por todo o corpo, principalmente nos órgãos genitais, cotovelos, joelhos, rosto, mãos e pés. Em alguns casos, até o cabelo sofre a despigmentação.

Causas do Vitiligo

A incidência da doença acontece em 1% a 2% da população mundial. E, em 30% dos casos, mais de um membro da família apresenta os mesmos sintomas. Algumas pesquisas detectaram que a presença do vitiligo é maior em pessoas com doenças oculares. Em alguns casos, o vitiligo aparece depois que a pessoa sofreu traumas ou queimaduras solares.

Existem três teorias que tentam explicar a doença. A primeira afirma que o vitiligo é de origem imunológica associada a doenças como diabetes, anemia perniciosa, lúpus, esclerose, síndrome de Down, tireoidite de Hashimoto dentre outras.

A segunda atribui a causa do vitiligo é citóxica, ou seja, a doença surge provocada por substâncias presentes em materiais de borracha e certos tecidos conhecida como hidroquinona.

A última diz que o vitiligo é de causa neural, que um mediador neuroquímico provoca a destruição de melanócitos ou que inibiria a produção da melanina.

Sintomas do Vitiligo

Não há sintomas específicos, pois geralmente os doentes procuram o médico por questão estética. O surgimento dessas manchas podem gerar novas lesões na pele.

O diagnóstico é realizado através de um exame com lâmpada de Wood que detecta as manchas iniciais. A evolução da doença não segue estágios pré-determinados.

Tratamentos do Vitiligo

Um dos tratamentos propostas para quem tem 50% ou mais da superfície da pele com vitiligo é a despigmentação do restante das áreas que não foram afetadas.

Em casos crônicos, são realizados enxertos que favorecem a questão estética. Também são receitados alimentos que possuem caroteno ou betacaroteno que favorecem o aparecimento de uma cor amarelada na pele, que ajuda na proteção da pele.

O uso do filtro solar é imprescindível para proteger de queimaduras solares.que podem ocasionar novas lesões na pele.

Também é utilizado no tratamento a fotoquimioterapia que expõe o doente à radiação ultravioleta.

Em caso de um ou mais sintomas o indicado é procurar a ajuda de um profissional especializado e capacitado para que um diagnóstico bem feito seja executado e assim o tratamento mais adequado seja prescrito.

Deixe seu comentário!