Ventos atmosféricos de Júpiter são profundos

A sonda Juno da NASA tem revelado mais sobre a estrutura interna de Júpiter do que nunca.

A espaçonave de US$ 1,1 bilhão, que chegou em órbita ao redor de Júpiter em 2016, vem estudando as variações na atração gravitacional do gigante do gás para ajudar a construir uma imagem do que está abaixo de sua superfície.

As últimas descobertas da sonda indicam que as bandas esculpidas pelo vento de Júpiter se estendem por mais de 3.000 km.

“Isso resolve um mistério de longa data”, disse o cientista Juno Tristan Guillot à BBC News.

“Por mais de 40 anos nós não sabíamos se as bandas iriam até o centro, ou se elas eram apenas profundas. Três mil quilômetros são na verdade bem profundos. É 1% da massa do planeta. Júpiter é muito grande então são cerca de três massas terrestres que estão envolvidas neste movimento”.

“Isso é realmente importante para entender a dinâmica atmosférica, não apenas em Júpiter, mas em outros planetas gasosos como Saturno, Urano e Netuno e também nos exoplanetas que estamos descobrindo agora”.

Deixe seu comentário!