Transplante de coração de porco em macaco foi um sucesso

Os cientistas conseguiram transplantar corações de porco para babuínos em um novo experimento inovador.

Com milhares de pessoas na lista de transplantes de órgãos morrendo a cada ano devido à falta de doadores, os cientistas há muito tempo se esforçam para encontrar uma maneira de produzir órgãos humanos substitutos sob demanda.


Agora, um novo estudo realizado na Universidade de Munique, na Alemanha, demonstrou o potencial para os órgãos de animais de fazenda – e, em particular, porcos – serem usados ​​como alternativas eficazes.

Para o teste, os cientistas conseguiram transplantar corações de porco para quatro babuínos. Os animais levam uma vida relativamente normal e saudável por até seis meses antes de precisarem ser sacrificados.

Os cientistas há muito consideram a possibilidade de usar porcos como doadores para o transplante humano, porque os órgãos de porco são notavelmente semelhantes aos nossos.

Embora ajustes genéticos e uma quantidade significativa de imunossupressores sejam necessários para que funcione – em teoria, isso deveria ser possível.

O recente sucesso com os babuínos consolidou ainda mais a ideia como um conceito viável.

“[Isso] é uma conquista extraordinária”, disse o cirurgião Muhammad Mohiuddin, do Programa de Xenotransplante Cardíaco da Universidade de Maryland.

“Você não pode enfatizar isso mais. O próximo passo daqui é o transplante clínico [em pessoas]”.

Deixe seu comentário!