Sistema de rampa de 4.500 anos descoberta no Egito

Desenterrada em uma pedreira de alabastro, a rampa pode ter sido usada pelos construtores da Grande Pirâmide de Gizé.

A questão de como os antigos egípcios conseguiram mover os enormes blocos de pedra usados ​​na construção das pirâmides há muito tempo continua sendo um dos mistérios mais duradouros da arqueologia.

Agora, porém, a descoberta de um sistema de rampa que remonta ao tempo da Grande Pirâmide pode ter finalmente ajudado a lançar alguma luz sobre os métodos usados ​​pelos antigos construtores do Egito.

Desenterrado em Hatnub – uma pedreira no deserto oriental do Egito – o mecanismo de rampa parece ter sido usado para transportar pesadas lajes de alabastro por um declive íngreme.

Consiste em uma rampa com duas escadarias de cada lado e vários buracos onde ficavam os postes.

“Usando um trenó que carregava um bloco de pedra e estava preso com cordas a esses postes de madeira, os antigos egípcios conseguiram retirar os blocos de alabastro da pedreira em declives muito íngrimes de 20% ou mais”, disse o co-diretor da missão conjunta. Yannis Gourdon.

“Esse tipo de sistema nunca foi descoberto em nenhum outro lugar.”

“Como esse sistema remonta pelo menos ao reinado de Khufu, isso significa que, durante a época de Khufu, os antigos egípcios sabiam como mover enormes blocos de pedra usando encostas íngremes.”

“Portanto, eles poderiam tê-lo usado para a construção de sua pirâmide.”

Deixe seu comentário!