Rey Rivera caiu de helicóptero? Nova teoria sobre caso de Mistérios sem Solução

Uma nova teoria dos Mistérios sem Solução, Netflix, sugere que Rey Rivera morreu após cair de um helicóptero.

Um vídeo da série circulou recentemente pela internet, no qual pessoas envolvidas no caso discutem um cenário que não está incluído no episódio da Netflix .


Aqui está porque a teoria do helicóptero não pode ser descartada, mas também porque é improvável.

Em maio de 2006, o corpo de Rivera foi encontrado no Belvedere Hotel em Baltimore, Maryland. O homem de 32 anos presumivelmente saltou para a morte e caiu através de uma abertura no telhado.

No entanto, os investigadores e os familiares da vítima não conseguiram determinar por que Rivera se matou e não entenderam os detalhes do salto em si.

Rivera estava trabalhando para seu amigo de longa data Porter Stansberry e teria recebido um telefonema da empresa Stansberry and Associates que o levou a sair de casa abruptamente na noite de sua morte.

A viúva de Rivera, Allison, mais tarde encontrou uma nota enigmática por trás do computador de seu marido que fazia referência a vários filmes de Hollywood.

Detetives online teorizaram que era uma nota de suicídio codificada, o que gerou vários rumores sobre os negócios do falecido. Após a morte de Rivera, Stansberry and Associates fez pedidos de silêncio aos funcionários.

O jornalista investigativo Stephen Janis afirma que “Dado o buraco e visto que ninguém o viu entrar no prédio – ele tinha que vir de outro lugar.”
Desde então, espalharam-se teorias sobre a Internet sobre a suposta queda de Rivera de um helicóptero, o que parece explicar a localização de seu corpo no Hotel Belvedere.

Alguns teóricos acreditam que ele de alguma forma obteve informações perigosas sobre seu empregador e amigo, Stansberry, que foi investigado por fraude no ano anterior pela Securities & Exchange Commission, e condenado a pagar US$ 1,5 milhão por “disseminar informações falsas em vários boletins informativos da Internet”.

De acordo com o Mistérios sem Solução, o trabalho de Rivera era escrever esses boletins.

O detetive Michael Baier descartou a teoria do helicóptero, citando “questões de espaço aéreo” e o fato de que os helicópteros não voariam tão baixo em Baltimore.

Por outro lado, o funcionário do Belvedere Hotel Gary Shivers afirmou que os helicópteros realmente voaram na área, a apenas alguns quarteirões de distância.

Então, se alguém realmente quisesse derrubar Rivera de um helicóptero, certamente teria sido possível.

No entanto, a autora Mikita Brottman – que passou 10 anos pesquisando o caso – afirmou que os moradores teriam ouvido algum tipo de barulho, e Baier sugeriu que o porto próximo seria um local mais lógico para se livrar de um corpo.

No Reddit, onde os entusiastas dos mistérios não resolvidos realmente cavam e exploram várias teorias, a teoria do helicóptero também foi criticada por motivos logísticos.

Como afirma um comentarista: “Existem zilhões de maneiras melhores de matar alguém.”

O que é verdade, com base nas evidências apresentadas é que Rivera tinha uma imaginação selvagem, adorava escrever e era um grande fã de vários diretores de Hollywood.

É possível que tal informação tenha sido usada por um indivíduo rico para atraí-lo para um helicóptero, onde Rivera pode ter percebido que algo ruim estava para acontecer e confrontado quem estava com ele.

Nesse caso, o (s) assassino (s) pode (m) ter decidido agir rapidamente enquanto sobrevoava o Hotel Belvedere, e então a queda teria sido espontânea e não planejada.

Deixe seu comentário!