Restos cremados de Buda encontrados na China

Uma caixa de cerâmica pensada para conter os restos do próprio Buda foi descoberta no condado de Jingchuan.

De acordo com relatos históricos, cerca de mil anos atrás, dois monges passaram a maior parte de duas décadas reunindo todos os fragmentos de ossos que poderiam encontrar do Buda – o homem cujo ensinamento do budismo foi originalmente fundado.

Agora, uma equipe arqueológica liderada por Hong Wu do Instituto Provincial de Relíquias Culturais e Arqueologia de Gansu revelou que a caixa foi encontrada sob uma estrada no condado de Jingchuan, juntamente com uma coleção de mais de 260 estátuas budistas.

Determinar se os restos contidos no interior são realmente os do Buda no entanto é extremamente difícil e pode ser impossível saber com certeza.

“Os monges Yunjiang e Zhiming do Lotus Escola, que pertenciam ao Templo Manjusri do Mosteiro Longxing em Jingzhou Prefecture, reuniu mais de 2.000 peças de sarira [restos cremados de Buda], bem como dentes e ossos do Buda, e ou enterrou no Salão Manjusri deste templo”, diz a inscrição na caixa.

Deixe seu comentário!