Qual o melhor tratamento para espinhas?

Muitas pessoas sofrem com esse mal que afeta principalmente os adolescentes, as espinhas além de doloridas, enfeiam a pele, deixa marcas e podem causar mais problemas.

No entanto fica a pergunta, qual o melhor tratamento para cuidar das espinhas, são os métodos caseiros, ou então os remédios indicados pela dermatologista fiquem sabendo agora.

Primeiro você deve saber o que não fazer com uma espinha, primeiro no mecha ou esprema, pois além de inflamar ainda mais, pode deixar uma marca que não sairá tão facilmente.

Não use métodos por conta própria, peça a ajuda de pessoas que entendam do assunto, se for optar por tratamento caseiro, consulte um especialista e procure saber se aquilo não fará mal.

Chegou à hora de começar o tratamento. O ideal é ir até uma dermatologista, pois a mesma fará um exame e indicará os remédios corretos para o seu corpo, pois cada organismo e espinhas possuem uma forma de combate, seja mais leve, moderada ou intensa.

Siga exatamente o que a dermatologista instrui, pois assim você verá que os resultados serão bastante satisfatórios.

Se for optar por tratamentos caseiros, pergunte a alguém que já tenha feito e que o produto apenas ajudou e não prejudicou. Com essa certeza você poderá iniciar o uso dos cremes, pomadas ou então gel. Uma boa dicas é comprar um sabonete esfoliante e usar 3 ou 4 vezes por dia (aquele que parece uma espécie de areia) ele abre os poros e facilita a cicatrização das espinhas, deixando a pele limpa e mais hidratada.

Quanto a limpeza da pele (dicas para evitar a acne), mantenha o rosto sempre limpo, lave-o constantemente, ainda mais em dias quentes, não esqueça de usar um filtro solar a base de água, para proteger ainda mais a pele e evitar o surgimento de outras espinhas.

A oleosidade da pele é um dos principais motivos do aparecimento da acne, portanto procure por produtos que controle a oleosidade da pele, existem alguns sabonetes que servem muito bem para isso.

As espinhas são formadas através da produção excessiva das glândulas sebáceas, que é dada graças aos hormônios testosterona e andrógenos. A espinha em sua maioria tem prazo de validade, pois a partir de certa idade as mesmas começam a desaparecer, no entanto se não forem combatidas enquanto ativas, podem deixar sequelas para o resto da vida, como cicatrizes e marcas que deixam a pele muito feia.

Procure um médico e veja qual o melhor tratamento de espinha para você.

Deixe seu comentário!