Primeira imagem do lado oculto da Lua foi revelada

A nave chinesa Chang’e 4 fez história ao ser a primeira a pousar no outro lado da Lua.

Aclamada pela mídia estatal da China como um gigantesco salto para a exploração espacial humana, a missão teve um sucesso na bacia do Pólo Sul-Aitken – uma cratera de impacto de 2.500 km de diâmetro.

Durante esse período, a sonda coletará amostras e explorará a vizinhança imediata com um rover. Ao analisar o material da superfície, espera-se que ele também possa aprender mais sobre a formação da Lua.

Para a China, no entanto, o sucesso da missão é tão político quanto científico.

“Há muita geopolítica ou astropolítica sobre isso, não é apenas uma missão científica, isso é tudo sobre a ascensão da China como uma superpotência”, disse o analista de defesa Malcolm Davis.

“Há muito entusiasmo pelo programa espacial na China. Há muito nacionalismo na China, eles vêem o papel da China no espaço como parte fundamental de sua ascensão.”

Acredita-se que a China pretenda pousar humanos na Lua até o ano de 2030.

Se isso for verdade, poderemos ver toda uma nova corrida espacial tomar forma nos próximos anos.

Deixe seu comentário!