Por que os pandas têm peles pretas e brancas?

Os cientistas agora possuem uma teoria nova para explicar a coloração monocromática distintiva do panda.

Os mamíferos não são particularmente bem conhecidos por sua coloração de peles exóticas, principalmente devido ao fato de que os tons terrosos os ajudam a ficar escondidos de predadores ou de presas.

Os ursos são um excelente exemplo, com a maioria das espécies exibem uma coloração para ajudá-los a se misturar em seus arredores. Ursos polares são brancos, enquanto ursos pardos têm pele marrom.

Pandas, no entanto, são uma história completamente diferente. Originária das remotas regiões montanhosas da China central, essas criaturas incomuns exibem um casaco de pele preta e branca distintas que, em sua densa floresta, pode parecer uma escolha incomum para camuflagem.

“Entender por que o panda gigante tem uma coloração tão marcante tem sido difícil de explicar porque virtualmente nenhum outro mamífero tem essa aparência, dificultando as analogias”, disse o biólogo Tim Caro.

Para chegar ao fundo desse mistério, cientistas da Universidade da Califórnia e da Universidade Estadual da Califórnia decidiram dividir a coloração do panda em áreas independentes e compará-las com áreas semelhantes de coloração encontradas em outras 195 espécies de mamíferos e ursos.

Suas descobertas sugeriram que o casaco preto e branco do panda pode realmente servir para dois propósitos.

Ao contrário de outros ursos, pandas não podem hibernar, assim seu casaco de pele deve ajudar a escondê-los durante todo o ano – incluindo quando neva no inverno.

Seus olhos e ouvidos pretos, além de servir como um alerta para predadores, também podem ajudar os pandas individuais a se identificarem mutuamente com cada animal possuindo um padrão ligeiramente diferente.

“A descoberta do estudo trata cada parte do corpo como uma área independente”, disse Caro. “É sempre possível que um pedaço de pêlo tenha evoluído para um propósito diferente do que em outros carnívoros.”