Planeta gigante encontrado no centro da galáxia

Um mundo misterioso, 4.000 vezes mais maciço do que a Terra, foi encontrado à espreita a 22.000 anos-luz de distância.

Descoberto por uma equipe internacional de astrônomos usando dados do telescópio espacial infravermelho Spitzer da NASA, o OGLE-2016-BLG-1190Lb, é tão grande que os cientistas ainda estão discutindo se é realmente um planeta ou uma estrela.

Foi encontrado através de uma colaboração astronômica polonesa conhecida como o Experimento de Lentes Gravitacionais Ópticas (Ogle), que procura planetas distantes observando estrelas passando na frente de outras estrelas.

Quando isso acontece, a gravidade da estrela de primeiro plano pode focar a luz da estrela de fundo, fazendo com que ela pareça mais brilhante e ajudando a destacar a presença de qualquer mundo em órbita.

“Nós relatamos a descoberta de OGLE-2016-BLG-1190Lb, que provavelmente será o primeiro planeta de micro-lente Spitzer na protuberância galáctica, uma atribuição que pode ser confirmada por duas épocas de imagem de alta resolução”, escreveram os pesquisadores.

“A massa do planeta o coloca diretamente no limite de queima de deutério, ou seja, a fronteira convencional entre ‘planetas’ e ‘anãs marrons'”.

Deixe seu comentário!