Pedaço de Stonehenge retornou após 60 anos

Um pedaço do monumento enigmático que está desaparecido há seis décadas finalmente foi devolvido.
O fragmento cilíndrico, que mede pouco mais de um metro de comprimento, foi obtido por Robert Phillips, da empresa de corte de diamantes Van Moppes, em 1958, quando algumas das pedras rachadas no mundialmente famoso patrimônio estavam sendo reforçadas com hastes de metal.

Phillips acabaria levando o núcleo de pedra com ele quando ele emigrou para os Estados Unidos, mas agora, na véspera de seu aniversário de 90 anos, ele finalmente pediu para que ele seja devolvido para onde ele pertence.

“A última coisa que esperávamos era receber um telefonema de alguém nos Estados Unidos dizendo que tinham um pedaço de Stonehenge”, disse Heather Sebire, da English Heritage.

Dado que foi tirado do meio de uma das pedras, a peça que faltava não é tão desgastada quanto o próprio monólito, tornando-a ideal para estudo. Os cientistas esperam que uma análise detalhada possa ajudar a revelar mais precisamente de onde vieram as pedras que compõem o Stonehenge.

“Estudar o ‘DNA’ do núcleo de Stonehenge poderia nos dizer mais sobre onde essas enormes pedras de sarsen se originaram”, disse Sebire.

Curiosamente, um total de três desses núcleos foram removidos do monumento durante a década de 1950, o que significa que mais dois deles ainda estão nas mãos de proprietários privados.

Determinar seu paradeiro, no entanto, provavelmente será um desafio considerável.

Deixe seu comentário!