Os sintomas da Filofobia, o medo da paixão

Um distúrbio chamado “Filofobia”, apelidado na psicanálise como “medo da paixão”, tem sido uma das grandes causas para o fim precoce de relacionamentos apaixonados.

Enquanto algumas pessoas discutem, inadvertidamente, se o relacionamento foi rápido demais, as causas estão mais conectadas a um trauma vivido por um dos amantes.

Enquanto as causas parecem limitadas a paixão, a fobia pode levar a pessoa afetada a uma completa solidão ou, até, casos de depressão.

Sintomas

Os sintomas podem ocorrer no início de uma relação – impedindo que a pessoa comece a ter qualquer sentimento por alguém – ou por meio de um rompimento abrupto nos primeiros meses.

Há casos também em que o parceiro age de forma consciente (auto sabotagem) a aborrecer e desestabilizar o parceiro para que ele desista por conta própria.

Além disso, a pessoa também pode demonstrar características como a criação de desculpas e outras dificuldades com o intuito de que o parceiro permaneça distante.

Ao evitar contatos, a pessoa reduz as chances de aprofundar a relação. Normalmente evita sair ou ir em locais que possam gerar memórias, afim de que facilite o término posterior.

A filofobia vai além da paixão, pois também pode afetar amigos e familiares – permitindo que outras pessoas observem o comportamento.

Tratamento

A única forma de lidar com esta questão é reconhecer e enfrentá-la com todas as suas forças. Existem terapias, porém, o conceito é o mesmo: é preciso superar as suas próprias percepções.

Deixe seu comentário!