O que foi o Parnasianismo?

O Parnasianismo é um movimento artístico de expressão literária que estava ligado com a busca dos valores da antiguidade clássica greco-romana, não é sem motivo que o próprio nome do movimento tem em sua origem a relação com o Monte Parnaso, uma montanha que fora dedicada à Apolo e às musas na mitologia grega.

Tendo nascido na França no século XIX, o Parnasianismo se opunha ao Romantismo e era contemporâneo do Realismo e do Naturalismo, tendo as suas expressões fundamentais na poesia. A relação do Parnasianismo com a poesia é muito simples de ser compreendida em função das próprias características do movimento que buscava a perfeição completa da forma, valorizando sobremaneira a forma e detrimento do conteúdo.

Para os parnasianos a forma do verso deveria ser perfeita, seguindo as normas de construção poéticas, buscando, além disso, a escolha das palavras perfeitas para a composição dos versos. As rimas raras levavam à busca dos vernáculos ideais e da pesquisa intenção para a criação de seus poemas, compostos em sua maioria de sonetos em função de sua forma ideal.

No Parnasianismo não havia grande valorização da figuratividade, tendo como temas mais comuns, em função de sua ligação com a tradição clássica, a mitologia e os temas exóticos. Paisagens, objetos e fatos históricos. De fato, ainda que estes fossem os temas mais recorrentes para o portas parnasianos o tema não era a questão central de seus poemas, por isso inclusive que versavam sobre objetos e coisas que por si só não trariam uma riqueza de significados.

Para os parnasianos a arte existia em função de si mesma e por isso defendiam a máxima “a arte pela arte” acreditam que a forma estava em um campo de hierarquia muito superior ao conteúdo, já que a arte não deveria ter a obrigação de discutir nenhum tema.

O Parnasianismo consagrou os poetas Théophile Gautier, Leconte de Lisle, Théodore de Banville e José Maria de Heredia.

O Parnasianismo foi um movimento importante no Brasil, tendo algumas características diferenciadas como um certo nível de subjetividade. Entre os principais nomes do Parnasianismo brasileiro estão Olavo Bilac, Raimundo Correia e Alberto Oliveira.

Deixe seu comentário!