O que é a Poesia Fonética?

A poesia é composta de várias vertentes, uma deles é a poesia fonética, que pode ser definida través de uma junção de fatores fonéticos específicos da linguagem tradicional, que agem sobre os ideais sintáticos e semânticos mais tradicionais. Nesse tipo de estilo em várias vezes não existe o uso de palavras, fazendo assim com que haja uma maior aproximação com o mundo musical.

Não é a mesma coisa que poesia sonora, algo que em muitas vezes causa confusão nas pessoas, no entanto as suas possuem diferenças que se bem analisadas irão mostrar que as distinções são bastante válidas e de efeitos significativos. A poesia auditiva, acústica e fônica também podem ser equivocadamente colocadas como fonética, no entanto assim com na sonorista, as diferenças existem.

Na sua origem a poesia possui o fonetismo. A voz é usada, sendo que há muito tempo atrás as mesmas eram expressas oralmente, por declamação, sendo que alguns artistas da época eram conhecidos por declamar poemas com extrema habilidade.

Essa ligação do poema e da música causou curiosidade nos movimentos da época, que decidiram fazer um uso maior dessas incríveis vertentes, que poderiam mais tarde ser introduzidas de formas diferentes em vários segmentos da arte, causando assim novos efeitos e mudando a percepção das pessoas em relação ao que estavam vendo, causando encantamento e identificação com a obra, fazendo assim com que o observador entendesse a mensagem do autor em várias alternativas diferentes.

No século 20, a poesia foi praticamente usada em forma de música, ou melhor, em fonética, pois valorizavam a expressão humana, sendo que a voz trazia mais emoção ao que se lia. Marinetti foi o pioneiro do estilo, ele que seguia as raízes do futurismo, deu um novo tom aos modos de como a poesia deveria ser expressa, tal ideia foi aperfeiçoada por Russolo, que deu origem ao ruidismo, que estava inserido na música.

A partir desse ponto, os poemas eram praticamente declamados em forma de música, onde vários ruídos eram produzidos por vários objetos e instrumentos, sendo possivelmente também realizar várias declamações conjuntas, fazendo o uso de formas visuais e o corpo, com gestos e feições. As palavras eram expressas com gritos, sussurros, gemidos e outras vertentes.

Em 1908, em território russo, foi criada uma linguagem diferente pelos futuristas, que tinham fortes raízes do cubismo, sendo os dois praticamente unificados. O simbolismo e os sons da língua eram as características do novo pensamento. Aleksei e Vassíli eram os principais artistas, sendo que os mesmos talvez tenham sidos os pioneiros no ramo das óperas, graças ao estilo adotado por eles para declamar poesias.

O poema fonético depois dessa época foi modificado e aperfeiçoado, novos artistas surgiram e alguns pensamentos foram inseridos, a arte ficou mais moderna e atualmente é vista em várias vertentes. Embora antigo, o estilo possui bases fortes e de influência fácil, esse é um dos motivos de sua duração até os dias de hoje.

Deixe seu comentário!