O que é o Desafio Momo? E como começou a brincadeira?

Um “jogo” on-line que supostamente incentiva os jovens a se machucarem e, em alguns casos, até tirarem suas próprias vidas, tem sido considerado uma fraude por instituições que cuidam de crianças.

Momo – descrito como um “desafio suicida” do WhatsApp – supostamente apresenta um avatar de uma mulher com cabelos escuros, pele pálida e olhos grandes, que envia imagens e instruções aos jovens sobre como prejudicar a si mesmos e aos outros.

Mas depois de uma série de alertas sobre o jogo se espalharem pelas mídias sociais nesta semana, os fatos e as instituições de caridade declararam Momo como uma farsa.

“A cobertura de notícias do desafio da momo está levando as escolas ou a polícia a alertar sobre os supostos riscos representados pelo desafio momo, que por sua vez produziu mais notícias alertando sobre o desafio”, diz uma das instituições.

Depois de uma longa investigação, não foi encontrado evidências que mostrem que o fenômeno representa uma ameaça para as crianças.

A história começou a circular quando surgiram relatos de que uma garota de 12 anos e um menino de 16 anos se mataram nos EUA em setembro, depois de receberem mensagens de Momo.

A mídia local na época relatou que o adolescente conhecia a garota e passou o jogo para ela antes de se matar. Ela teria sido encontrada enforcada dois dias depois.

“Aparentemente, eles praticaram este jogo através do WhatsApp e convidaram os jovens a se machucarem. O jogo tem desafios diferentes e o suicídio está no final”, disse uma das autoridades.

Os relatos do jogo chegaram a diversos países no início deste mês, quando uma mãe preocupada de Bolton escreveu em um grupo local no Facebook que seu filho havia sido influenciado pelo jogo.

Como foi o desafio Momo relatado?

“Os usuários que se envolvem com o Momo no WhatsApp recebem fotografias perturbadoras e gráficas e, em alguns casos, de autoflagelação e suicídio”, relatou um canal de notícias americano.

A Fox News afirmou que a Momo também estava “ligada ao roubo de dados pessoais, assédio, extorsão, ansiedade, depressão e insônia”.

De onde a coisa toda se originou?

O jogo teria começado no México, com jogadores “desafiados” a se comunicarem no WhatsApp com uma pessoa desconhecida conhecida como Momo, de acordo com a Unidade de Investigação de Crimes Informáticos do Estado de Tabasco, México.

Acredita-se inicialmente que o avatar perturbador mostre uma obra do artista japonês Midori Hayashi, mas na verdade é uma escultura criada pela empresa de efeitos especiais Link Factory e exibida em uma galeria de Tóquio.

Nem a empresa nem Hayashi tiveram algo a ver com a fraude, que começou a ser compartilhada on-line em agosto de 2016, diz o The Independent.

De acordo com a Fox News, o ícone do Momo começou a aparecer como um avatar no popular videogame Grand Theft Auto 5, enquanto o conteúdo Momo também foi adicionado ao popular jogo infantil Minecraft, de propriedade da Microsoft.

Deixe seu comentário!