Novo réptil voador pré-histórico descoberto

Os cientistas revelaram a descoberta de uma nova espécie de pterossauro gigante que viveu há mais de 200 milhões de anos.

Desenterradas no nordeste de Utah, a nova espécie tinha uma envergadura de 1,5 metro, uma bolsa parecida com um pelicano sob sua mandíbula e 112 dentes, incluindo presas afiadas que saíam da frente de sua boca.

A espécie foi denominada Caelestiventus hanseni, que significa “vento celestial”.

O fóssil também é um dos mais completos já encontrados. Apenas um pequeno número de espécimes de pterossauro foi encontrado no Período Triássico e a maioria deles está gravemente danificada.

O local de sua descoberta – um oásis no deserto – teria atraído inúmeras espécies diferentes.

“Durante as secas, um grande número de animais – incluindo pterossauros, dinossauros predadores e crocodilomorfos – foram atraídos para o lago no meio do oásis, onde morreram quando a água secou”, disse o paleontólogo Brooks Britt, da Universidade Brigham Young, em Utah.

No total, acredita-se que mais de 18.000 ossos fossilizados tenham sido preservados no local.

Deixe seu comentário!