Mulheres neolíticas eram mais fortes do que as atletas atuais

Os braços das mulheres que viveram há 7.000 anos atrás eram mais fortes do que os atletas olímpicos de elite de hoje.

Procurando aperfeiçoar seus músculos até a perfeição sem ter que ir no ginásio regularmente? A resposta, ao que parece, pode depender das tarefas diárias de um trabalhador agrícola neolítico.

Em um estudo recente, cientistas analisaram os ossos do braço das mulheres que viveram durante as idades Neolítica, Bronze e Ferro e descobriram que aquelas que viveram durante os primeiros dias da agricultura tiveram músculos mais fortes do que as atletas de elite atuais.

“Eles cultivavam sem o arado ou qualquer coisa mecânica”, disse o investigador principal, Alison Macintosh.

“Eles tinham que cultivar o solo à mão, incluindo cavar e enxadas. Esse era um trabalho manual. E elas também faziam todo o plantio e colheita e moagem dos grãos para fazer farinha”.

“Não suspeitei que fosse o caso, mas é bom fornecer esses dados de mulheres vivas e destacar a história escondida do trabalho feminino”.

Deixe seu comentário!