Mistério envolve carta de roubada de Colombo

Uma cópia de uma carta escrita por Cristóvão Colombo foi roubada do Vaticano e substituída por uma farsa.

A carta, que foi adquirida pela Biblioteca Apostólica Vaticana em 1921, era uma cópia de uma carta que Colombo havia escrito em 1493 para descrever suas primeiras impressões sobre as ilhas do Caribe.

Destinada aos olhos do rei Fernando e da rainha Isabella, da Espanha, a carta descrevia uma terra “cheia de árvores de variedades infinitas, tão altas que parecem tocar o céu”.

Foi avaliado em impressionantes US$ 1,2 milhão.

Em 2011, no entanto, as investigações de segurança interna dos Estados Unidos receberam uma dica de um antigo especialista em livros e manuscritos, alegando que a cópia da carta do Vaticano era na verdade uma falsificação.

Mais tarde, descobriu-se que alguém tinha conseguido trocar o real por um falso quase perfeito.

Não foi até a semana passada que o original foi finalmente descoberto e devolvido ao Vaticano.

A identificação do indivíduo responsável pela criação da falsificação e sua troca continua a ser um mistério. O roubo pode ter sido realizado nos últimos 90 anos.

Do jeito que as coisas estão, parece improvável que um dia saberemos com certeza quem estava por trás disso.

Deixe seu comentário!