Manuscrito Voynich é um manual de saúde?

Um pesquisador de história acredita que ele finalmente resolveu o mistério do manuscrito medieval.

O códice enigmático, descoberto em um mosteiro italiano pelo comerciante de livros Wilfrid Voynich em 1912, contém 240 páginas de personagens e imagens estranhas e indecifráveis.

Escrito em pergaminho de vitela fino, o livro remonta ao século 15, no entanto, todos os esforços encontrar o significado de seus conteúdos até, agora, resultaram em fracasso e frustração.

No entanto, o pesquisador Nicholas Gibbs acredita que ele pode ter encontrado a resposta.

Longe de ser um códice secreto, o Manuscrito Voynich seria um manual de saúde da mulher contendo texto copiado de vários outros livros e guias medievais.

Ao estudar imagens digitalizadas das páginas do manuscrito, ele conseguiu detectar uma forma comum de abreviatura latina medieval usada principalmente em tratados médicos sobre ervas.

“Do herbário incorporado ao manuscrito de Voynich, um padrão de abreviaturas e ligaduras emergiu de cada entrada de planta”, escreveu ele. “As abreviaturas correspondem ao padrão de palavras usadas no Herbário Apuleius Platonicus”.

“Então, este não era um código, era apenas uma abreviatura. O texto teria sido muito familiar para qualquer pessoa na época que estava interessada em medicina”.

Deixe uma resposta