Mais antigo livro maia conhecido é declarado autêntico

Um texto pictórico maia datado de mais de 900 anos foi finalmente confirmado como autêntico pelos pesquisadores.

Oficialmente conhecido como o México Maya Codex, o livro, que foi devolvido às autoridades mexicanas pelo colecionador Josue Saenz em 1974, foi originalmente criado entre 1021 e 1154 dC.

Considerado o mais antigo texto maia existente, o documento foi declarado agora. autêntico por estudiosos do Instituto Nacional de Antropologia e História do México (INAH).

Seu estilo mais simples em comparação com outros textos conhecidos, juntamente com o fato de que ele havia sido anteriormente saqueado, levou a anos de dúvida sobre se era o negócio real ou uma falsificação inteligente.

Descobriu-se que ele havia sido criado durante um período de relativa pobreza em comparação com outras obras similares.

“Durante muito tempo, críticos do códice disseram que o estilo não era maia e que era ‘o mais feio’ deles em termos de figuras e cores”, disse a pesquisadora Sofia Martinez del Campo.

“Mas a austeridade do trabalho é explicada por sua época, quando as coisas são escassas, usa-se o que se tem em mãos.”

Deixe seu comentário!