Lockheed começa a trabalhar em novo avião supersônico

O futurista X-59 será capaz de viajar em velocidades supersônicas sem produzir uma explosão sonora ensurdecedora.

O Concorde, avião de passageiros supersônico de turbojato britânico-francês que foi descontinuado em 2003, acertou muitas coisas, mas os estrondos sonoros ensurdecedores produzidos por esses aviões foram tão perturbadores que os vôos supersônicos civis acabaram sendo proibidos nos EUA e Europa inteiramente. 

Agora, a gigante aeroespacial Lockheed Martin começou oficialmente a trabalhar em um novo tipo de aeronave supersônica que contorna esse problema graças à tecnologia desenvolvida recentemente pela NASA. 

O objetivo final será construir uma nova linha de aviões comerciais de passageiros supersônicos ‘silenciosos’ que ofereçam todas as vantagens do Concorde, mas sem as desvantagens. 

O primeiro vôo de teste do protótipo está programado para ocorrer nos próximos três anos.

Ele será capaz de navegar a uma altitude de 55.000 pés a velocidades de até 940 milhas por hora. 

“O início da fabricação do projeto marca um grande avanço para o X-59 e o futuro de viagens comerciais supersônicas tranquilas”, disse o gerente do programa Peter Iosifidis. 

“O design longo e fino da aeronave é a chave para alcançar um baixo boom sônico. À medida que entramos na fase de fabricação, a estrutura da aeronave começa a tomar forma, trazendo-nos um passo mais perto de permitir viagens supersônicas para passageiros em todo o mundo. ”

Deixe seu comentário!