Leptospirose – Sintomas e Tratamentos

O que é Leptospirose?

A leptospirose (“Mal de Adolf Weil”) é uma zoonose infecciosa, provocada por bactérias denominadas leptospira. A bactéria Leptospira icterohaemorrhagiae provoca a forma mais agressiva da doença e que apresenta também as taxas de mortalidade mais altas.

Como ocorre o contágio da Lepistopirose

A bactéria entra no corpo humano através das mucosas, por issoé possível pegar a doença através do contato com solo, água ou alimentos contaminados através da urina de animais portadores da bactéria.

Embora geralmente as pessoas pensem que apenas a urina de ratos pode transmitir a doença, outros animais também podem como bovinos, suínos, equinos, cães e outros animais.

Sintomas, diagnóstico e tratamento

A leptospirose se divide em duas etapas, sendo que a primeira é o período de incubação da bactéria e a segunda a fase da maturidade da doença.

Na primeira fase os sintomas sentidos são:febre, dor muscular, calafrio, conjuntivite, fotofobia (incomodo perante a luz), dores de garganta e nos gânglios do pescoço. Esses sintomas costumam durar de 3 a 7 dias.

A segunda fase apresenta sintomas piores e ainda sintomas em outras regiões do corpo, além do sistema vascular. Os novos sintomas incluem icterícia e hemorragia. Geralmente a doença é autolimitada isto é, dura entre 1 a 3 semanas.

A doença é letal entre 5% a até 20% dos casos, e a morte ocorre geralmente devido à insuficiência renal.

Leptospirose – Diagnóstico da Doença

O diagnóstico é feito através da análise dos sintomas e da verificação do contato do paciente com algum meio transmissor. A bactéria pode ser isolada no sangue durante os 10 primeiros dias da doença, e na urina pode ser encontrada em até 30 dias. Os anticorpos podem ser identificados a partir da segunda semana.

Leptospirose – Tratamento

Como as técnicas de cultura são difíceis e demoradas, e a progressão da doença pode levar á morte, é importante prestar atenção aos sintomas e procurar um médico imediatamente.

Leptospirose – Prevenção

A prevenção deve ser realizada, através da imunização doa animais domésticos e do cuidado ao entrar em contato com fezes animais. Combater roedores também é uma forma de combater a doença.

Ao sentir um ou mais sintomas descritos acima o mais indicado é procurar a ajuda de um médico capacitado, para que ele possa ajudar na descoberta da doença e ter um diagnóstico preciso e ai sim prescrever um tratamento que seja eficaz o bastante para erradicar riscos de sequelas e morte ao paciente.

Deixe seu comentário!