Fundador do PayPal financia a ressurreição dos mamutes

Peter Thiel teria contribuído com US$ 100.000 para os esforços de ressuscitar o mamute lanudo.

A professora George Church da Universidade de Harvard e sua equipe têm trabalhado para trazer de volta a espécie extinta ao produzir um “mammophant” – um cruzamento entre um elefante moderno e um mamute que possuirá alguns dos traços físicos de ambas as espécies.

Para conseguir isso, os pesquisadores pretendem unir os genes associados a certos traços de mamute, como cabelos longos, gordura subcutânea e sangue adaptados aos climas climáticos frios.

Agora, seus esforços estão sendo ajudados pelo fundador do PayPal, Pete Thiel, que contribuiu com US$ 100 mil para o projeto em 2015.

Se as coisas caminharem bem, um mamute vivo poderia ser criado nos próximos dez anos.

Nem todo mundo, no entanto, está entusiasmado com a perspectiva de retirar as espécies da extinção.

“A proposta de retirar os mamutes da extinção levanta um enorme problema ético – o mamute não era simplesmente um conjunto de genes, era um animal social, como é o elefante asiático moderno”, disse Matthew Cobb, professor de zoologia da Universidade De Manchester.

“O que acontecerá quando houver o híbrido elefante-mamute? Como ele será saudado pelos elefantes?”, questiona.

Deixe seu comentário!