Exposição Internacional de Artes Decorativas e Industriais Modernas

Aconteceu em Paris no ano de 1925, decorrida entre os meses de Abril e Outubro, juntou diversas ideias e pensamentos dos movimentos internacionais anteriores, no segmento da arte e da arquitetura. O nome do movimento Art Déco foi criado nessa época, pois abreviaram os termos arts décoratifs e fizeram um novo conceito. O novo termo foi criado apenas no final dos anos 60. A exposição foi feita no meio da Esplanada dos Inválidos e a entrada dos palácios grande e petit. A exposição das artes industriais e decorativas modernas foi o principal acontecimento artístico da época, na qual alguns novos estilos surgiam e sofriam influência.

A art déco que foi firmada décadas depois, teve suas primeiras bases apresentadas na exposição, todos o que estiveram presentes puderam ver uma mistura entre o modernismo e as tendências clássicas, porém de forma suave, usando formas geométricas, além da simetria e a composição de uma indústria estética. A exposição tinha em seu cartaz (feito por Bonfils), uma gazela correndo e uma menina. Era possível ver também outros animais, alguns traços exóticos, além de luzes em vários focos. Alguns pensamentos da exposição eram vertentes do cubismo, futurismo e do movimento construtivista da Rússia, sem falar no pensamento de Bauhaus.

A exposição possuía alguns itens luxuosos, mostrando assim que Paris ainda continua sofisticado e glamoroso, mesmo após o duro golpe e a destruição causada pela Primeira Guerra Mundial. Juntamente com a ostentação, os admiradores também podiam notar traços de simplicidades, que faziam aversão aos ornamentos e pensamento modernos. Algumas esculturas foram elogias pela sua grande simplicidade, já outras foram duramente criticadas pelos excessos em seus ornamentos. Por outro lado existiam os que preferiam algo mais elegante e desprezavam o que fosse “pobre”.

Alguns projetos também foram apresentados, os mesmos faziam uma junção de vários movimentos. Publicações também puderam ser vistas, exibindo pensamentos e algumas ideias da época. Dentre o projeto mais famoso estava do pavilhão, que seria o lugar usado para expor obras e homenagens, como era o caso de Voisin, considerado um dos primeiros nomes da aviação. O pavilhão nunca foi construído, mas ele fazia a representação de um apartamento dentro de um projeto de maior âmbito.

A arte russa também esteve presente, com o construtivismo russo dando alguns exemplos de seus ideias, além de apresentar a obras de seus grandes artistas. Os trabalhos foram bem recebidos, tanto que os artistas chegaram a ser premiados.

Por causa de alguns conflitos referentes à primeira guerra, os alemães não foram chamados, no entanto a Áustria deu a sua contribuição algumas obras.

Deixe seu comentário!