Enorme buraco descoberto na Grande Barreira de Corais

Um sumidouro gigante forneceu um refúgio para os corais durante um período de declínio significativo.

Descoberto no Google Maps pelo biólogo marinho Johnny Gaskell, o “buraco azul” acabou por ser uma lagoa escondida que desceu até uma profundidade de cerca de 15 metros.

Ao se arriscar no local para investigar, ele descobriu que o buraco estava cheio de significativos corais que conseguiram escapar do declínio encontrado em outro lugar no recife.

Mesmo um ciclone, que havia passado alguns meses antes, não parecia ter feito nenhum dano.

“Depois de detectar este buraco azul profundo nos mapas do Google, decidimos nos dirigir ao Reef para ver o que habitava dentro”, escreveu Gaskell no Instagram.

“Em cerca de 15m – 20m de profundidade, havia enormes corais de Birdsnest (Seriatopora) e corais de Staghorn super alongados (Acropora), ambos dos quais estavam entre as maiores e mais delicadas colônias que já vi. Totalmente não afetadas pelo ciclone”.

“A posição desse buraco profundo dentro das paredes da lagoa protegeu esses corais por décadas”.

Yesterday in the Great Barrier Reef!!! After spotting this deep blue hole on google maps we decided to head far offshore, out further than our normal Reef trips to see what dwelled within. What we found inside was hard to believe considering 5 months ago a Cat 4 cyclone went straight over the top of it. At around 15m – 20m deep there was huge Birdsnest Corals (Seriatopora) and super elongated Staghorn Corals (Acropora) both of which were among the biggest and most delicate colonies I've ever seen. Totally unaffected by the cyclone. The position of this deep hole within the lagoon walls has obviously protected these corals for decades. We may very well be some of the first to dive this deep hole as it was hidden within one of the Great Barrier Reef's biggest lagoons…

A post shared by Marine Bio | UW Photographer (@johnny_gaskell) on

Deixe seu comentário!