De onde vieram os sapatos?

Calçado tem uma história que remonta muitos milhares de anos, e tem sido um artigo de prestígio para as pessoas em sociedades diferentes.

O primeiro calçado, provavelmente feito de grama trançada ou couro cru segurado ao pé com tiras foi, sem dúvida, nascido da necessidade de fornecer alguma proteção quando se deslocam sobre terreno acidentado em condições climáticas variadas.

Os cientistas estimam que os primeiros sapatos foram feitos a partir de peles de animais durante a Idade do Gelo (5000.000 anos atrás).

O maior achado de sapatos deste período data por volta a 8000 aC e pertencia a nativos americanos em Missouri. Sapatos primitivos que datam de 3300 aC foram descobertos nos Alpes franceses.

E ainda existem exemplos de calçados de civilizações antigas, como os egípcios, chineses e vikings. Assim que a sociedade humana começou a se refinar e foi dividida em classes, os ricos e influentes começaram a se distinguir pelo artesanato e decoração em seus sapatos.

As primeiras pinturas de faraós, os governantes do Egito, por volta de 3000 aC descrevem faraós seguidos por seus escravos carregando suas sandálias. A imagem sugere que no antigo Egito a sandália era um sinal de poder e posição.

Os gregos nos tempos antigos cuidaram bem de seus pés também. Eles adaptaram seus calçados para cada tipo de atividade. A altura da sola e a cor dos sapatos indicavam a classe social do portador.

Os antigos romanos criaram tiras de estilo militar chamadas ‘caligae’, o que permitiu que suas legiões viajassem pelo império a pé.

O caligae era uma sandália de couro pesada e grossa – e de sola dura. Quando os soldados vitoriosos retornaram da guerra, ele frequentemente substituam os pregos de bronze, com tachas do ouro e de prata.

Mesmo na China antiga durante o século II aC, os sapatos eram um sinal de status. Os camponeses usavam sandálias de palha e os aristocratas usavam chinelos de pano fino de cor turquesa às vezes feitos de seda.

Também era uma prática comum para as mulheres amarrar seus pés em sapatos pequenos para torná-los realmente menores. Embora a prática fosse muito dolorosa, os pés amarrados eram um sinal de beleza na China antiga.

Calçado tem figurado amplamente na mitologia ocidental, histórias populares e superstições também.

O deus grego Mercúrio usava sandálias aladas, e há muito poucos de nós que não se lembram de contos de infância como a Cinderella e a Mulher Velha que Vivia num Sapato.

A maioria de culturas têm histórias onde os calçados jogam um papel importante. Não admira. Afinal de contas, estes humildes objetos nos protegem de machucados em nossos pés.

Deixe uma resposta