Corvos são capazes de detectar negócios injustos

Um novo trabalho de pesquisa revelou que os corvos e gralhas podem determinar se um acordo é justo ou não.

Os membros da família corvid, que incluem corvos, gralhas e gaio, têm sido conhecidos por possuir um nível notável de inteligência com a capacidade de lembrar rostos humanos, resolver enigmas, navegar em ambientes complexos e até mesmo realizar funerais para seus próprios mortos.

Agora, um novo estudo internacional revelou que corvos e gralhas também possuem um conceito de “justiça” quando se trata de trocar uma coisa por outra.

A pesquisa se centrou em corvos que foram criados em cativeiro por torná-los menos temerosos aos seres humanos.

Para o experimento, um treinador “justo” e um treinador “injusto” ofereceram a cada uma das aves um saboroso pedaço de queijo com uma pequena crosta de pão.

Quando um dos corvos colocou sua crosta de pão na não do treinador “justo”, ele recebeu um pedaço de queijo em troca. Quando o pão foi colocado na mão do treinador “injusto”, no entanto, o pássaro não recebeu nada.

Depois de dois dias, a grande maioria dos pássaros aprendeu a favorecer o treinador “justo” sobre o “injusto”.

“Se um indivíduo apóia outro, há uma correlação entre o apoio prestado e o recebido a longo prazo”, disse o co-autor do estudo, Jorg Masse.

Deixe uma resposta