Computadores podem substituir médicos dentro de 10 anos

O secretário de Saúde do Reino Unido, Jeremy Hunt, descreveu como os cuidados de saúde provavelmente mudarão na próxima década.

Não só as visitas a um médico se tornarão menos comuns, argumenta ele, como a assistência médica será tão sofisticada que a maioria das condições poderão ser diagnosticadas antes mesmo que surjam os sintomas.

Muito disso será direcionado para computadores inteligentes capazes de gerenciar os registros médicos de cada paciente e analisar tudo, desde amostras de teste até consultas verbais para ajudar a fazer um diagnóstico.

“A primeira coisa é que não estaremos indo aos médicos para um diagnóstico, nós poderemos ir aos computadores em vez disso, que estarão olhando os 300 mil biomarcadores em cada gota de sangue, triturando isso com informações de dados importantes sobre os biomarcadores de todos os outros, disse Hunt na conferência NHS Expo.

“E quando nós vamos a um médico, ele ou ela pode estar comparando seu registro médico com nosso genoma completamente sequenciado e nos dando informações preditivas muito mais precisas”.

“Estaremos em um mundo onde a presença de sintomas de uma doença será um sinal de falha”.

Deixe uma resposta