Como funcionam os respiradores (ventiladores) para ajudar pacientes do coronavírus?

O que é um respirador/ventilador e o que ele faz?

Simplificando, um ventilador assume o processo de respiração do corpo quando a doença causa uma falha nos pulmões.


Isso dá ao paciente tempo para combater a infecção e se recuperar.

Vários tipos de ventilação médica podem ser usados.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 80% das pessoas com Covid-19 – a doença causada pelo coronavírus – se recuperam sem a necessidade de tratamento hospitalar.

Mas uma pessoa em cada seis fica gravemente doente.

Nesses casos graves, o vírus causa danos aos pulmões, fazendo com que os níveis de oxigênio do corpo caiam e dificultando a respiração.

Para aliviar isso, um ventilador é usado para empurrar o ar, com níveis aumentados de oxigênio, para os pulmões.

O ventilador também possui um umidificador, que adiciona calor e umidade ao suprimento de ar para que ele corresponda à temperatura corporal do paciente.

Os pacientes recebem medicação para relaxar os músculos respiratórios, para que sua respiração possa ser totalmente regulada pela máquina.

As pessoas com sintomas mais leves podem receber ventilação usando máscaras faciais, máscaras nasais ou boquilhas que permitem que o ar ou uma mistura de oxigênio seja empurrada para os pulmões.

Isso é conhecido como ventilação “não invasiva”, pois não são necessários tubos internos.

Outra forma de ventilação – pressão positiva contínua nas vias aéreas ou CPAP – mantém as vias aéreas do paciente continuamente abertas,

Relatórios iniciais da Lombardia, no norte da Itália, sugerem que cerca de 50% dos pacientes que receberam CPAP evitaram a necessidade de ventilação mecânica completa.

Um tipo de ventilação de CPAP usando um exaustor, onde o oxigênio pressurizado é bombeado através de uma válvula, reduz o risco de transmissão do vírus pelo ar.

As unidades de terapia intensiva (UTIs) geralmente colocam os pacientes com dificuldade respiratória aguda em ventilação mecânica rapidamente, para garantir que os níveis de oxigênio no corpo permaneçam normais.

No entanto, Shondipon Laha, da Sociedade de Terapia Intensiva, disse à BBC que, a menos que fiquem gravemente doentes, a maioria dos pacientes com Covid-19 não precisaria de um ventilador mecânico e poderia ser tratada em casa ou com oxigênio suplementar.

Embora houvesse riscos ao usar ventiladores, como não saber quem sofreria efeitos a longo prazo, ele disse, às vezes um ventilador era “a única maneira de obter oxigênio para o paciente”.

Outra questão, explicou Laha, era ter pessoal treinado suficiente para operar os ventiladores corretamente.

Deixe seu comentário!