Cientistas revertem o envelhecimento das células humanas

Pesquisadores no Reino Unido alcançaram um marco significativo em sua busca para reverter o processo de envelhecimento.

A humanidade tem sido obcecada em ganhar a imortalidade por milhares de anos, mas mesmo apesar dos incríveis avanços em ciência e medicina alcançados nos últimos séculos, nossa espécie ainda permanece tão vulnerável ao processo de envelhecimento quanto nossos ancestrais há milhões de anos.

Agora, porém, em um novo estudo, os pesquisadores relatam que eles conseguiram reverter o envelhecimento em células humanas velhas, fornecendo sulfeto de hidrogênio diretamente para a mitocôndria.

A técnica parece impedir que as células atinjam a senescência – o ponto em que a divisão pára.

“Ainda não entendemos completamente por que as células se tornam senescentes à medida que envelhecemos, mas danos ao DNA, exposição à inflamação e danos às moléculas protetoras no final dos cromossomos – os telômeros – foram todos sugeridos”, escreveram os autores do estudo. .

“Mais recentemente, as pessoas sugeriram a senescência pode ser a perda de nossa capacidade de ativar e desativar genes no momento certo e no lugar certo.”

Embora ainda estejamos bem longe de reverter totalmente o processo de envelhecimento, o avanço pode levar a novos tratamentos efetivos para vários tipos diferentes de doenças relacionadas à idade.

“Isso é de alguma forma no futuro ainda, mas é um começo emocionante”, escreveram os pesquisadores.

Deixe seu comentário!